A Astrologia hoje

Escrito por Ingrid

Em alguns países como a Índia, a astrologia ainda é considerada uma ciência hoje em dia. O governo afirma que é uma “ciência antiga” que se deve permitir que continue a existir em oposição. Além disso, certos estabelecimentos educacionais continuam a ensiná-lo como assunto, pois não se opõe ao conceito de secularismo. No mundo ocidental, por outro lado, a astrologia tornou-se completamente separada da astronomia. Pois a astrologia é considerada uma atividade de lazer, enquanto a astronomia tem estatuto de ciência e procura respeito entre físicos e acadêmicos.

No entanto, nunca viram tanto sucesso como hoje em dia. Os que leem o seu horóscopo normalmente fazem-no por prazer, diversão ou entretenimento.

Mas a física demonstra que os planetas têm menos influência no Homem do que nos objetos do dia-a-dia. A Astrologia é agora considerada nos círculos científicos como uma forma de superstição.

Apesar disso, alguns engenheiros tentaram estabelecer a astrologia como ciência do futuro e alguns como Eugéne Caslant mostraram interesse nas bases científicas da astrologia. Por volta de 1950, André Barbault, querendo provar claras ligações entre a astrologia e a psicologia, escreveu o “ Tratado Da Astrologia”, no qual discutiu a possível relação entre a duas áreas.

Durante o século XX, os astrólogos gradualmente ganharam respeito.

Astrologia Moderna


Mas a face da astrologia moderna é mais tipicamente representada por nomes como Gauquelin e Nicolas.

Gauquelin é um antigo mestre que trabalhou com estatísticas e que mostrou astrologicamente que as seguintes informações são verdadeiras:

Atletas e os que se encontram alistados no exército tendem a ter nascido quando Saturno estava perto do Ascendente ou Meio Céu. Raramente têm a Lua na mesma posição.

Cientistas e homens do clérigo têm tendência a ter nascido quando Saturno estava perto do Ascendente ou do Meio Céu, mas dificilmente com Júpiter nesta posição.

Políticos, atores e jornalistas, tendem a ter nascido quando Júpiter se encontrava perto do Ascendente ou Meio Céu e raramente com Saturno nesta posição.

Artistas e escritores nasceram quando a Lua estava perto do Ascendente ou do Meio Céu e raramente com Marte nesta posição.

Outras estatísticas mostram o papel desempenhado por Vénus nos mapas de nascimento de músicos, o que também se pode aplicar a criminosos!

É muito pouco provável que estes resultados estatísticos sejam prováveis (1 em 5 milhões) sendo que se encontram em linha com a Lei dos Grandes Números.

A Astrologia é uma prática ancorada na nossa cultura e sobreviveu às críticas de racionalistas, tumultos históricos, etc. E o livro de Nostradamus ainda é um dos maiores best-sellers em França hoje! A Astrologia ainda tem o poder de fascinar.

A Astrologia em si tem diferentes vertentes: uma psicológica ou simbólica (a mais conhecida hoje em dia), uma Humanista e transpessoal, condicionalista, cármica, genética, política e global, médica e cientifica ou legal.

Todos os aspetos podem ser analisados de acordo com o conhecimento antigo.

Astrologia e Psicologia


Pode-se dizer que os maiores desenvolvimentos na astrologia começaram com a aparição da psicanálise. Em termos psicanalíticos, a astrologia pode dizer-se conectada ao superego. Além disso, numa inspeção mais próxima, as estrelas estão situadas acima da nossa cabeça. De forma mais simples, o Superego parece representar o subconsciente e a astrologia parece ajudar-nos a entender o nosso processo de pensamento. A astrologia pode ajudar uma pessoa a ter uma melhor compreensão da sua jornada ao longo da vida.

Por isso, a astrologia ainda tem muitos papéis a desempenhar no nosso modo de vida moderno, permitindo-nos escutar as nossas necessidades, as dos outros e do nosso ambiente. Os antigos conheciam o ritmo das estações, os ciclos lunares, e os papéis dos ciclos planetários no impacto ambiental. Um astrólogo Egípcio podia prever o clima. O Homem não necessita, de todo, das novas tecnologias para prever o futuro. Podiam prever terremotos, chuva, cheias, etc.

Atualmente é diferente. O homem já não está sintonizado com os ritmos biológicos e em vez de viver em harmonia com a Terra tenta controlá-la. Se a astrologia fosse outra vez objeto de estudo, o homem talvez aprendesse a viver mais pacificamente com o que está à sua volta. Respeitaria mais a Mãe Natureza.

A Astrologia também pode ajudar-nos a entender o carácter de um individuo desde o seu nascimento. Permite-nos definir parte da sua identidade, para que os pais possam ter uma noção das necessidades do seu filho, relacionando-as com o signo.

Astrologia: parte da nossa vida


A astrologia ainda tem uma presença muito forte hoje em dia, muito mais do que uma moda passageira. Conhecemo-la como parte da nossa cultura. Quer seja na internet, nos jornais ou na rádio, não podemos fugir dos horóscopos. Podemos lê-los e escutá-los! No final do dia, podemos acreditar neles ou não, ou gostar de lê-los. Se eles desaparecessem da noite para o dia, existiria um pequeno elemento que apimenta a nossa curiosidade pela vida que desapareceria.

Quer considere a astrologia uma fantasia ou uma direção a seguir, ela é parte das nossas vidas. Por vezes, aqueles com maior interesse levam-na mais longe e decidem consultar um astrólogo para desenhar a sua carta de nascimento. É uma maneira acessível de obter uma opinião sobre como melhor agir na sua vida amorosa, no trabalho, etc. Um horóscopo é uma interpretação das influências de um planeta na vida de um individuo, e, sem astrologia, os horóscopos não existiriam. O lugar da astrologia é ainda importante no dia-a-dia. Não se engane, a astrologia está aqui para ficar.



0 comentário - A Astrologia hoje



Pergunta de segurança :


* Informação obrigatória. Seu e-mail não será exibido e só será utilizado em caso de abuso.





Este site usa cookies para melhorar sua experiência.