A carta nº VIII: a Justiça.

Escrito por Ingrid

Esta carta de número "VIII" no tarô de Marselha, define o correto, todos os empreendimentos são realizados com retidão. As decisões tomadas foram pensadas antes, não são impulsos. Na carta é representada a balança da justiça, para mostrar que os prós e contras são pesados antes da ação.

A Justiça significa que se enfrenta uma situação em que se é forçado a pensar sobre o certo e o errado de uma ação, para agir da melhor maneira possível. Ela pode simbolizar um contrato a ser assinado, um processo judicial. Não é possível dizer que esta carta seja totalmente positiva, ela mostra acima de tudo que há um bloqueio e que, para agir corretamente, será necessário refletir, ir devagar.

Tiragem direita:


A carta da Justiça tirada direita expressa uma necessidade de rigor e de decisão correta. Ela indica que o consulente deve aprender a cultivar um pensamento claro, a pesar os prós e contras, a se questionar, a avaliar todos os dados de um problema e a fazer um julgamento o mais imparcial possível. Se uma ação judicial está em andamento, A Justiça anuncia uma vitória. Da mesma forma para um contrato assinado ou um caso, esta carta prenuncia sucesso mais ainda se for tirada por último no jogo.

Seu significado: retidão, razão, decisão a ser tomada, equilíbrio, honestidade, sucesso, recompensa justa.

Tiragem invertida:


A carta da Justiça tirada invertida é sinal de abuso, de mentiras, de falsas acusações, de conflitos, de julgamentos rigorosos. Ela anuncia uma situação complicada, um período sombrio durante o qual o consulente não terá o controle dos acontecimentos.

Significado: litígio, processo judicial, intolerância, desonestidade, roubo, corrupção, falência, processo difícil, reverso da medalha após cometer más ações.

Resumindo:


Esta carta representa a razão e o equilíbrio. Ela indica que uma situação deve ser avaliada de maneira ponderada e imparcial. Ela convida a evoluir sem tentar permanecer em suas posições nem distorcer a verdade ou transgredir as regras.



0 comentário - A carta nº VIII: a Justiça.



Pergunta de segurança :


* Informação obrigatória. Seu e-mail não será exibido e só será utilizado em caso de abuso.





Este site usa cookies para melhorar sua experiência.